Open/Close Menu A Diocese de Viseu é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica em Portugal

Momento de oração com os elementos da banda marcou encerramento do ACANAC 2017.
O 23.º Acampamento Nacional de Escuteiros (ACANAC), em Idanha-a-Nova, na Diocese de Castelo Branco-Portalegre, terminou com um concerto do grupo ‘DAMA’ para os cerca de 22 mil participantes da edição deste ano.
De acordo com o gabinete de comunicação do evento, o espetáculo foi marcado por um momento de oração promovido pelo baixista do grupo, João André Martins, que também é escuteiro no agrupamento de Carnide, em Lisboa.
“No encerramento do maior acampamento de escuteiros de sempre, João André Martins juntou-se ao baterista Guilherme Silva” e colocou e desafiou crianças, adolescentes e jovens escuteiros a rezar.
“Senhor Jesus, ensinai-me a ser generoso, a servir-Vos como Vós o mereceis, a dar-me sem medida”, ouviu-se no recinto do concerto, no Campo Nacional de Atividades Escutistas em Idanha-a-Nova.
O 23.º ACANAC, que decorreu entre 30 de julho e 06 de agosto, foi o mais concorrido de sempre e teve como tema ‘Abraça o Futuro’, inspirado na encíclica ‘Laudato Si’, que o Papa Francisco dedicou a temáticas como a ecologia, a proteção do ambiente e o cuidado por esta casa comum que é o planeta Terra, pelos seus habitantes.
Noções que participantes de agrupamentos vindos de todo o país tiveram oportunidade de desenvolver e que fazem parte da caminhada formativa do CNE.
“Interessa pensar em que jovens queremos para o futuro e não que futuro queremos para os jovens”, disse aos jornalistas Ivo Faria, o chefe do Corpo Nacional de Escuteiros, no encerramento do ACANAC 2017.
O próximo encontro nacional de escuteiros, com data ainda por designar, vai marcar a comemoração do centenário do lançamento do escutismo católico em Portugal.
G.I./Ecclesia:JCP

CategoriaIgreja, Pastoral

© 2016 Diocese de Viseu. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: scpdpi.com

Siga-nos: