Open/Close Menu A Diocese de Viseu é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica em Portugal

José Tolentino Mendonça propõe 10 reflexões sobre sede e desejo de Deus.
O Papa Francisco e os seus colaboradores mais diretos iniciam hoje o seu retiro de Quaresma, orientado este ano pelo padre e poeta português José Tolentino Mendonça, que propõe 10 reflexões sobre sede e desejo de Deus.
“Peço-vos a todos que vos lembreis de rezar por mim e pelos colaboradores da Cúria Romana, que esta tarde iremos iniciar a semana de Exercícios Espirituais”, disse o Papa, no final da oração do ângelus, desde a janela do apartamento pontifício.
O tema escolhido para os exercícios espirituais do Papa Francisco e da Cúria Romana, que decorrem até sexta-feira, é ‘Elogio da sede’.
“Somos criaturas de desejo, não temos apenas necessidades; temos de ir além e escutar a voz profunda do desejo, do desejo humano que é um vestígio de Deus no nosso coração”, disse ao portal de notícias do Vaticano o padre Tolentino Mendonça.
“Deus não é apenas um enigma, uma invisibilidade: em Jesus, Ele fez-se próximo de nós. Portanto, nos exercícios espirituais, penso que a coisa mais importante é ficar abertos diante desta proximidade”, acrescentou o sacerdote português.
Tolentino Mendonça diz ter-se inspirado na poesia de Emily Dickinson, Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Antoine de Saint-Exupéry e no italiano Tonino Guerra.
Já em entrevista à edição deste domingo do jornal ‘L’Osservatore Romano’, o padre e poeta fala na necessidade de “tomar a sede como mestra nos caminhos da alma”.
O consultor do Conselho Pontifício da Cultura (Santa Sé) admite a surpresa perante o convite do Papa, que o convidou a partilhar a sua “pobreza” com simplicidade e liberdade.
“Algo que me preocupa muito concretamente é que a fé não tenha só uma credibilidade racional, mas que seja também credível do ponto de vista antropológico. A fé não é uma ideologia, é uma experiência”, sublinha Tolentino Mendonça.
O autor e biblista realça que a espiritualidade e a mística cristãs “cultivaram com sabedoria a temática da sede”.
O tradicional retiro de Quaresma do Papa e da Cúria Romana decorre na Casa do Divino Mestre, dos religiosos paulistas, em Ariccia, arredores de Roma, com 10 meditações do padre e poeta madeirense.
“Aprendizes do espanto” é o título da reflexão do padre Tolentino Mendonça que servirá de introdução a todo ciclo dos exercícios, este domingo.
Nos dias seguintes, o programa começa com a celebração da Missa às 07h30 locais, e a seguir, a primeira meditação às 09h30; a segunda meditação está prevista para as 16h00, antes da oração das vésperas e da adoração eucarística.
Na sexta-feira, último dia de retiro, está prevista uma única meditação.
Os temas escolhidos pelo sacerdote português são: “a ciência da sede”, “percebi que estava sedento”, “esta sede de nada”, “a sede de Jesus”, “as lágrimas contam uma sede”, “beber da própria sede”, “as formas do desejo”, “ouvir a sede das periferias”, e “a bem-aventurança da sede”.
Durante o período de retiro são suspensas todas as audiências, incluindo a audiência geral de quarta-feira.
A realização dos exercícios espirituais de Quaresma fora do Vaticano foi implementada pelo Papa Francisco; a viagem para Ariccia é feita em autocarro.
G.I./Ecclesia:OC

CategoriaIgreja, Papa

© 2016 Diocese de Viseu. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: scpdpi.com

Siga-nos: